Palestrante e Consultor em Comunicação Digital

Ministro palestras e cursos sobre todas as vertentes da Comunicação Digital. Tais como marketing digital, comunicação em mídias sociais e estratégias para pequenas empresas. Com experiência européia também presto consultoria e gestão empresarial acerca dos temas.



A coragem e a persistência faz-nos galgar para grandes êxitos.

- Tiago Carossi

As redes sociais na internet tranformam R$ 15 em R$ 15.000 e 15 minutos de fama em 15 meses de drama. Por isso é imprescindível comunicar-se bem.

- Tiago Carossi

O seu concorrente, clientes e futuros clientes estão nas redes sociais. Não ser mais um é ser visto e lembrado por se manifestar com excelência.

- Tiago Carossi

Se uma empresa tem qualidade em seus serviços, não é inteligente se expor na internet com mesquinhez.

- Tiago Carossi

A ousadia e a ética precisam caminhar juntas.

- Tiago Carossi

Uma grande variedade de serviços na área da comunicação digital

O intuito da comunicação é ser entendido, por isso ter uma amplitude de serviços é necessário. Iniciar no site, gerir o marketing digital e o contato direto com os clientes é fundamental.

Blog

5 benefícios que a nova política do Twitter traz para as empresas



O Twitter liberou o envio de mensagens diretas (DM) de desconhecidos na rede. Isso beneficiará a comunicação entre empresas e clientes no microblog.

 

1. Resolver os problemas

O Twitter é muito usado para que empresas desempenhem o chamado "SAC 2.0" com seus clientes. Todavia, a maior parte das empresas utilizam outro perfil para resolver alguns problemas. Com a atualização, pode-se ter um canal fechado com os clientes via mensagens diretas sem seguir ou ser seguido pelo cliente, diminuindo assim o tempo de resolução do problema ou dúvida.

2. Receber dados pessoais

Uma conta empresarial deve ter sempre um perfil público, algo que dificulta o recebimento de dados pessoais. Mas agora será mais eficaz fazer isso sem precisar transportar a situação para outra plataforma, como o e-mail da empresa.

3. Seguir apenas quem quiser

Algo recorrente é que algumas empresas não tem tantas reclamações e não necessitam criar outro perfil para resolvê-las, mas quando precisam fazê-lo seguem os usuários. Porém, nem todo social media utiliza essa estratégia e prefere seguir apenas quem considera relevante. Agora isso será totalmente aceitável, até pelos clientes.

4. Avisar sobre conquistas

Algo muito comum é criar concursos culturais nas mídias sociais e, às vezes, a empresa tem grandes problemas em estabelecer uma comunicação com o vencedor. Mas com a possibilidade de enviar uma DM facilita a notificação.

5. Promover

Alcançar novos clientes é um dos grandes sentidos da comunicação nas mídias sociais. Portanto, deve-se examinar novas estratégias que se enquadrem na realidade da empresa para chegar de maneira respeitosa nesses possíveis clientes. Mas sempre com cuidado, sem praticar SPAM.


 
Vale ressaltar que essa opção precisa ser ativada nas configurações da conta através do link: twitter.com/settings/security

Notícia: Twitter libera mensagens diretas entre todos os usuários

23/04/2015
Leia Mais

Os publieditoriais precisam de limpidez



A transparência em blogs quando o assunto são postagens comerciais deveria ser obrigatória na blogosfera.

Há alguns anos os blogs brasileiros começaram a abranger suas exposições de publicidade, deixando de trabalhar apenas com os banner's (estilo AdSense) e implementaram uma estratégia que estava dando certo com algumas marcas nos EUA, os publieditorias.

Essa estratégia começou graças às publicidades contextuais, que são aqueles links contendo algum redirecionamento de acordo com as palavras de uma postagem. A partir daí, alguns especialistas viram que a publicidade dentro de uma postagem tinha grande impacto e que alguns blogs de nichos específicos (moda, culinária e etc) estavam apresentando influência no resultado final de compra ou mudança de alguma marca ou produto.

Com o tempo, cada vez mais blogs estavam aderindo a publicidade em formato de postagem que expunha as qualidades de uma marca específica. O grande problema é que os blogs não tem a boa conduta de avisar ao leitor que o post é um publieditorial.


Por que transparência?

Ganhar dinheiro com blog não é nenhum crime. Aliás, sempre defendi publicidade não abusiva na internet. Entretanto, ludibriar as pessoas é contra o código do CONAR (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária) e isso pode acarretar problemas para a empresa que paga algum veículo de comunicação para fazer aquele bom jabá.

Caso algum leitor se sinta lesado, pode até entrar com processo no PROCON, pois o Código de Defesa do Consumidor tem um artigo que determina que toda publicidade precisa ser claramente identificada para os consumidores. Neste caso é crime.

Além da questão legal, existe a questão de ser honesto com o leitor e mostrar de alguma forma que o post é uma peça publicitária. Isso pode ser feito através de um aviso no fim ou início do post.

Leve o marketing digital limpo para a sua estratégia, sendo você um contratado ou contratante de publieditoriais. Os leitores agradecem!

Leia Mais

Qual o salário de um SMM na Europa?




Quanto ganha um gestor de mídias sociais na Europa, quais suas principais funções e requisitos para ocupar este cargo nos grandes países europeus.

Há vários meses estou estudando e conhecendo mais o mundo das mídias sociais aqui na Europa, principalmente na Espanha. Um país que tem se destacado muito no meio publicitário nos últimos 10 anos e mostrado para toda Europa como utilizar as mídias sociais integrada com boas estratégias de marketing.

Conheça mais o meu trabalho visitando o site ☛ www.tiagocarossi.com

Há uma certa diferença nas estratégias usadas pelos gestores brasileiros e europeus. Todavia, isso não se aplica somente nas estratégias, mas no salário também. As funções e requisitos são parecidos. VEJAMOS!

Funções

  • Criação de perfis corporativos e gestão de conteúdo
  • Representar a empresa na internet e criar vínculos com as pessoas
  • Atualizar de maneira dinâmica e diária os perfis nas mídias sociais
  • Difundir as informações e noticiais relacionadas com a empresa
  • Detectar key influencers e buscar colaboração

Requisitos

  • Formação superior
    - Ciências da Informação
    - Jornalismo
    - Marketing
    - Publicidade
    - Relações Públicas
  • Conhecimento aprofundado das principais plataformas de comunicação digital

Salário

€ 14.000 - € 30.000 brutos/ano

Nas grandes agências da Alemanha, Espanha, França, Inglaterra e Itália o gestor de mídias sociais chega a receber 45.000 euros brutos/ano. Cerca de 135 mil reais bruto/ano.

Fiz um trabalho para uma empresa aqui na Espanha direcionado ao social media marketing e confesso que fiquei bem feliz não só com o valor do pagamento, mas com a forma com que são aceitas as estratégias de marketing nas mídias sociais pelas empresas e principalmente usuários europeus.

E você, trabalharia com mídias sociais na Europa?

Leia Mais

#Podcast: Redes socais e protestos



O poder da difusão de informações. A relação entre as redes sociais e as manifestações existentes no Brasil.

Relação entre redes socais e protestos | Duração: 21:06 min. | FanPage: Facebook


Leia Mais

#Podcast: Facebook, ativistas e influenciaveis



 O Facebook tem se tornado uma mídia social online de debate entre vários grupos ativistas. Mas por que eles estão se proliferando tão rápido e influenciando tantas pessoas?

Galera, meu primeiro podcast aqui no blog é esse e trata sobre uma questão interessante, que envolve não só o assunto "redes sociais." Mas envolve também história, comunicação digital e filosofia nessa versão mais detalhada de áudio da postagem: Por que os ativistas influenciam tantas pessoas no Facebook?

Ouça esse artigo

Twitter | Por que os ativistas influenciam tantas pessoas no Facebook? | Facebook



Leia Mais

Por que os ativistas influenciam tantos no Facebook?


O Facebook tem se tornado uma mídia social online de debate entre vários grupos ativistas. Mas por que eles estão se proliferando tão rápido e influenciando tantas pessoas?

Ser ativista não é defeito e ser influenciado também não. Entretanto, a expressão "ativista ou extremista" frequentemente está associada ao dogmatismo, ao fanatismo e à tentativas de imposição de estilos e modos de vida.
Pessoas que seguem esse padrão de pensamento, propagam suas ideias de forma impositiva e com firmeza de argumentos.

No Facebook, os ativistas não mudam sua forma de se comunicar e sempre estão envolvidos em questões polêmicas ou os próprios criam as polêmicas.
Vários outros grupos fazem do Facebook sua voz ativa, encontrando na mídia social uma oportunidade para criar e/ou reforçar suas redes com usuários que seguem os mesmos ideais.


Todavia, entende-se que nem todos são ativistas, mas são apenas simpatizantes ou influenciáveis.

Pessoas influenciáveis sempre existiram e como eu já disse, "não é um defeito," pois dependendo da forma que recebe a influência pode-se aproveitar muito bem o aprendido em variáveis situações.

Três principais motivos de ser influenciado por ativistas no Facebook

1) A boa argumentação (persuasão) dos ativistas.
2) A falta da perguntas dos influenciados.
3) Efeito Incêndio: onde a multidão correr, ali deve-se ir também.

Explicação

1) Motivados principalmente por conta de uma repentina perda de status e de uma drástica redução de sua influência política, os ativistas necessitam de ótimo conhecimento do assunto para discussões e para recrutar novos adeptos.

2) A internet dá aos internautas facilidade e rapidez para o acesso as informações. Porém, as informações perdem o seu valor criando uma confusão, tornando a rapidez algo apressado e isso causa três pontos negativos: falta de interpretação, obviedade e perda de importância datas, nomes e outras palavras-chave que o cérebro costuma criar quando se tem interesse em informações relevantes.
Estes detalhes fazem a pessoa se deixar levar pelo interlocutor e perde-se a característica intelectual de debate.

3) Querendo ou não, todos nós somos influenciados por algo ou alguém. Até os ativistas.
Somos influenciados pela mídia televisiva por muitos anos e agora por portais de notícias e opiniões em mídias sociais.
Todo pensamento social, político, religioso e filosófico tem algum antagônico. Cabe analisar com prudência ambos os lados.

#Podcast: Ouça esse artigo


Influenciar ou ser influenciado? / Considerações finais

Na filosofia, parte do conhecimento empírico sofista, remete ao conhecimento sensível. Nossas decisões são feitas por conta da experiência particular, mutável e relativa.
Também existe em nós o conhecimento intelectual, que tem por sua característica a universalidade, a imutabilidade, o absoluto, ou seja, mera comunicação entre corpo e ambiente. Aqui já pressupõe-se uma lógica.

Não devemos esquecer da lógica (intelectual) e nem da experiência (empirismo) presente em nossas vidas. Na internet ou fora dela, as pessoas são responsáveis pelos seus atos. Portanto, os dois atos remetem a ideia de responsabilidade. Expressar o que pensa é válido, mas sempre respeitando a pluralidade de pensamentos e estilos de vida.

"Nós somos o que fazemos repetidas vezes. Portanto, a excelência não é um ato, mas um hábito." (Aristóteles)

Somos o que somos. Ou o que ouvimos?
Você decide!


Leia Mais

CONTATO

Este é o primeiro passo para uma nova conquista.
Vamos conversar sobre isso? Não custa nada...



Desenvolvido por